Os métodos contraceptivos

 

 

MÉTODOS MECÂNICOS DE CONTRACEPÇÃO

 

D.I.U

(FEMININO)

 

DIAFRAGMA

(FEMININO)

 

 

PRESERVATIVO

(MASCULINO)

 

 

 

 

 

 

 

DESCRIÇÃO

   Filamento delgado introduzido no útero. 

Anel de borracha

   Invólucro de borracha muito fino e flexível.

MODO DE ACÇÃO

Suprime a ovulação.

Impede que os espermatozóides atinjam o útero.

Impede que os espermatozóides se difundam na vagina. 

EFICÁCIA

92 A 99 %

70 %

89 %

EFEITOS

SECUNDÁRIOS

 

Contracções do útero para expulsão.

  Fluxo menstrual abundante.

Possíveis alergias.

 

Possíveis alergias.

 

MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTRACEPÇÃO

 

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

ESPERMICIDAS

 

 

 

 

 

 

DESCRIÇÃO

Hormonas sintéticas semelhantes à progesterona e ao estrogénio.

Cremes vaginais.

MODO DE ACÇÃO

Suprime a ovulação.

Extermina os espermatozóides no colo uterino.

EFICÁCIA

99 %

60 a 75 %

EFEITOS

SECUNDÁRIOS

 

   Pode ocorrer muitas vezes tensão arterial elevada, coágulo sanguíneo (trombose), alterações ligeiras do peso corporal, infecções vaginais, cefaleias e/ou náuseas.

Possíveis alergias.

 

 

 

MÉTODOS DE CONTRACEPÇÃO MÉDICO - CIRÚRGICOS

 

LAQUEAÇÃO DAS TROMPAS

VASECTOMIA

 

 

 

 

DESCRIÇÃO

Hormonas sintéticas semelhantes à progesterona e ao estrogénio.

Seccionamento ou obstrução dos canais deferentes.

MODO DE ACÇÃO

Torna impossível o encontro do óvulo com o espermatozóide.

  Fecundação impossível dada a ausência de espermatozóides no esperma.

EFICÁCIA

100 %

100 %

EFEITOS

SECUNDÁRIOS

 

   Podem ocorrer distúrbios psicológicos devidos à infecundidade

Podem ocorrer distúrbios psicológicos devidos à infecundidade

 

Carlos Figueiredo  nº 3

Diogo Correia  nº10